Realeza News - Notícia

Curso de Medicina Veterinária da UFFS campus Realeza apresenta seis trabalhos em encontro nacional     
        
No meio veterinário, a necropsia pode confirmar, esclarecer, modificar ou estabelecer o diagnóstico da morte de um animal. Na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) - Campus Realeza, os acadêmicos de Medicina Veterinária realizam o procedimento por meio das aulas de Patologia. O resultado desse trabalho está sendo apresentado nesta semana durante o 7º Encontro Nacional de Diagnóstico Veterinário (Endivet), realizado na cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, no período de 23 a 26 de outubro.

Os seis trabalhos apresentados no evento mostram algumas doenças que afetam o rebanho leiteiro da região Sudoeste do Paraná, entre elas a leucose, uma enfermidade causada por um vírus que provoca o aparecimento de tumores nos animais. Os trabalhos contam com a orientação da professora de patologia veterinária, Fabiana Elias, sendo desenvolvidos com o auxílio do Programa de Educação Tutorial (PET) de Medicina Veterinária, que é coordenado pelo professor Adolfo Firmino da Silva Neto.

"Fizemos o levantamento nas propriedades rurais, tentando descobrir quais os fatores que provocam o surgimento da doença. A partir disso, temos conhecimento de quais doenças estão presentes na região. Assim, é possível fazer um controle e uma profilaxia [prevenção] dessas enfermidades, já que os resultados são fornecidos aos produtores e eles mesmos buscam sanar os problemas no rebanho", explica a professora Fabiana.

Para os acadêmicos, participar do estudo é importante já que não há uma estimativa das principais doenças que afetam o rebanho leiteiro na região Sudoeste do Paraná. "É importante trazer esse diagnóstico aos produtores, pois muitas vezes eles acabam perdendo os animais não entendendo as causas disso", comenta o acadêmico da sexta fase Fabricio Bernardi.
A acadêmica Mayane Faccin destaca que a pesquisa contribuiu para a prevenção. "A agricultura familiar possui rebanhos muito pequenos, então contribuímos para evitar perdas, assim os produtores não têm prejuízos".
Os trabalhos são apresentados pelos acadêmicos: Mayane Faccin, Doglas Lunardi, Fabricio Bernardi, Marina Possa, Thiago Henrique Bellé, Carla Sordi Furlanetto e Tiago Henrique Fronchetti.

Confira o nome dos trabalhos apresentados:
Leucose bovina enzoótica no Sudoeste paranaense: resultados preliminares
Euritrematose em bovinos de leite
Retículo-peritonite e retículo-pericardite traumática em bovinos de leite
Endocardite valvar esquerda em um bovino
Diagnóstico post mortem em bovinos leiteiros no sudoeste paranaense
Surto de intoxicação por Solanum sp. no Sudoeste do Paraná

Para mais informações sobre o Endivet, acesse: http://www.endivet2012.com.br/

Fonte: Jornal Liberal

Últimas notícias